Subir

Como gerar tráfego orgânico para um site

As pessoas buscam saber mais detalhes sobre SEO, marketing digital, e tráfego em geral, mas não sabem como começar. E além disso, tem os erros mais comuns que normalmente queremos evitar.

Você vai ler também sobre criação de conteúdo para seu negócio e vai entender como começar hoje mesmo.

Índice

  • 1 Tráfego orgânico funciona?
    • 1.1 Estratégias de tráfego orgânico: Qual devo usar primeiro?
    • 1.2 Tráfego orgânico X Tráfego pago
  • 2 Tráfego Orgânico, algumas dicas para começar na produção de conteúdo
    • 2.1 1) Estude SEO
    • 2.2 2) Faça cursos de marketing digital e produção de conteúdo
    • 2.3 3)Experimente de várias maneiras
    • 2.4 4)Compartilhe com todos e com o mundo!
  • 3 Tipos de tráfego e tipos de conteúdo
    • 3.1 Conteúdo escrito (famosos blogposts em geral)
    • 3.2 Redes sociais: A melhor maneira de fazer tráfego orgânico
    • 3.3 Tráfego direto com videomarketing
  • 4 Tráfego Orgânico para seu negócio. Como fazer dar dinheiro?
    • 4.1 Comece pelo mais fácil!
    • 4.2 Tráfego de referência: Backlinks, e-mails e Iscas digitais
  • 5 Como é trabalhar na área de tráfego orgânico e de produção de conteúdo?
  • 6 Glossário de SEO, para quem busca entender melhor sobre tráfego orgânico
    • 6.1 Estratégias On-Page
    • 6.2 Estratégias Off-Page (jogando no hard mode)
    • 6.3 Por que falamos tanto em “otimização”?
  • 7 Crie conteúdo bom, mas antes…
    • 7.1 O Head de conteúdo: O cargo obrigatório em sua empresa, para tomar conta do tráfego orgânico
      • 7.1.1 Dica: Tráfego orgânico e SEO não tem prazo de validade!
    • 7.2 Afinal, devo apostar no tráfego orgânico?

Tráfego orgânico funciona?

Funciona e sempre funcionará, apenas mudando alguns aspectos ao longo dos anos.

Por exemplo, hoje o tráfego orgânico ganhou um grande suporte dos vídeos e do Youtube.

Você consegue ser encontrado graças a seus vídeos na plataforma ou aos seus compartilhamentos em redes sociais, como o Instagram.

Por mais que o conteúdo escrito tenha perdido relevância por questões de concorrência (muito material sendo publicado diariamente), as pessoas ainda se encontram graças as palavras chave e aos mecanismos de busca do Google – que falarei mais adiante.

Então o tráfego orgânico deve ser considerado sim, e você deve implementar ele em sua estratégia de marketing.

Estratégias de tráfego orgânico: Qual devo usar primeiro?

A resposta aqui é a seguinte (creio que você vai detestar):

Quando começamos, normalmente escolhemos uma ou duas, e colocamos todas nossas energias. Mas o correto é experimentar todas elas em seu negócio.

O que vai ditar o momento certo para cada estratégia é seu budget, o financeiro.

No começo o próprio dono e funcionários criam blogposts e vídeos básicos para o Youtube.

Já as estratégias de SEO mais sofisticadas, como o outreach, só vão chegar depois em sua empresa. Motivo: Tempo e esforço para as estratégias que envolvem backlink.

Mas fique tranquilo, que vamos falar de SEO mais a frente.

Tráfego orgânico X Tráfego pago

Assunto muito recorrente no marketing, ainda existe muito debate sobre qual é melhor ou pior.

A resposta correta é: depende do seu objetivo.

Velocidade e resultados tangíveis e fáceis de explicar(se você faz apresentações ou consultoria), combinam com o tráfego pago.

Agora, se você não tem pressa e pode criar conteúdo recorrente em seu blog ou página, o tráfego orgânico é e sempre será fruto de muitas vendas e descobertas de sua empresa por parte do público.

Criar conteúdo exige tempo e paciência, mas sempre um dia mostra os resultados dos frutos que você implementou – e gera tráfego por anos às vezes, mesmo depois de desativar um blog ou canal de Youtube.

Então larga de besteira, e analise o seguinte: ambos funcionam, mas você tem que analisar qual faz sentido para o momento da sua empresa/negócio.

E vai depender também de mão de obra e de especialização do seu time.

Tráfego Orgânico, algumas dicas para começar na produção de conteúdo

Claro que eu não falaria sobre o assunto de hoje sem ao menos te dar uns Hacks e macetes para você começar sua própria estratégia de Inbound Marketing  e criação de conteúdo.

Vamos dar um overview geral agora para quem está começando sua jornada no tráfego orgânico.

1) Estude SEO

Sim, esse negócio é muito importante para quem cria conteúdo com tráfego orgânico. Talvez seja o fator #1 de todas as variáveis possíveis nessa área.

É o SEO que vai fazer seu site aparecer na primeira página do Google.

Sem conhecimentos dessa técnica (ou arte), seu conteúdo vai ser pouco efetivo e não vai trazer novos visitantes para o site.

2) Faça cursos de marketing digital e produção de conteúdo

Fazer cursos de escrita e produção de conteúdo é uma obrigação, por parte de quem vai fazer artigos. Tem um curso gratuito na Rockcontent para quem se interessar pelo assunto.

Para quem optar pelos vídeos, sua missão vai envolver muito mais do que um curso de escrita. Vai envolver equipamentos e boas habilidades de edição de vídeos.

Mas vale a pena, eu garanto.

Vídeos são, possivelmente, o melhor veículo de tráfego quando pensamos em aquisição orgânica de leads. Isso sem falar da facilidade de compartilhar hoje em dia.

Apenas não se esqueça que o SEO se encaixa também na hora de produzir vídeos e de fazer o título deles.

Seja qual for o caminho que você decidir seguir, você terá que aprender alguns truques.

Mas existem plataformas mais generalistas de marketing digital, onde você aprende tudo isso que eu falei e muito mais. Estou falando da Queen Jay:

Nessa plataforma de ensino online você aprende muito sobre o mundo do marketing digital e de como funcionam empresas enxutas.

🖐Ah! E tem aulas disponíveis para os leitores do nosso blog, só acessar lá.

3)Experimente de várias maneiras

O caminho do profissional de marketing digital, seja na área que for, é de fazer a experimentação.

Você não vai emplacar um gol a primeira tentativa. Terá que errar muito antes de realmente acertar e fazer pontos.

Eu tive que experimentar diversas estratégias até me encontrar na produção de artigos.

E claro, fiz cursos…

Lembre-se: Você pode atuar diretamente com criação de conteúdo e SEO, mas poderá sempre contratar pessoas que fazem isso, se não for viável para você começar na área.

4)Compartilhe com todos e com o mundo!

Agora que você já produz conteúdo, já faz artigos, textos, e posts bonitos de Instagram e Linkedin, está na hora de compartilhá-los com o mundo.

Sem esse fator crucial, seu conteúdo morrerá na praia!

Você produz um material, e esse mesmo material é “duplicado” em diversas redes.

Tipos de tráfego e tipos de conteúdo

Já dei hoje algumas pistas de onde você pode aparecer e atrair audiência na internet, mas agora deixarei de forma resumida o que são cada tipo e canal de aquisição orgânica.

As 3 vertentes que vou abordar vão reunir mais de 90% dos conteúdos orgânicos que são gerados pela maioria das marcas.

Estratégias como FAQs (perguntas em blog, por exemplo) são tão mínimas e pouco praticadas que não mencionarei em detalhes.

Na dúvida, recomendo a leitura do nosso artigo sobre Bullseye-Framework.

Conteúdo escrito (famosos blogposts em geral)

O tipo mais comum e mais antigo de tráfego orgânico é o conteúdo escrito. Desde que a internet era tudo mato, sempre houveram blogueiros e muito conteúdo esparramado pela internet.

O lado bom dessa estratégia é sua barreira de entrada – não há nenhuma!

O lado ruim: Existe uma tendência das pessoas em fugirem de artigos e conteúdos longos (no Brasil então, vixi).

Redes sociais: A melhor maneira de fazer tráfego orgânico

Arrisco dizer que hoje é o carro forte das estratégias não pagas.

Desde a lojinha da sua rua, até a marca internacional de produtos cosméticos que você mais gosta, todos eles usam, de alguma forma, as redes sociais para chamar atenção do seus públicos.

Rede social como o Instagram, não apenas gera visibilidade, mas traz conversão para seu negócio, leads e clientes.

Nem que seja para gerar visibilidade e um primeiro contato com as pessoas, crie e alimente uma página/perfil nas redes sociais que seu público mais frequenta.

Por exemplo, a Growth Lovers está no Linkedin e no Insta.

E você? Onde seu público está?

Tráfego direto com videomarketing

Filmar e editar vídeos é e sempre será uma ótima estratégia de conteúdo e tráfego orgânico para sua empresa.

Hoje os vídeos são o tipo de mídia que mais possui interação com o público, e também são, em geral, mais aceitos que os outros tipos de posts e conteúdos.

Bons vídeos viralizam pelos grupos de whatsapp e mantem seu público bem informado com tutoriais e coisas do tipo. Hoje você não se pergunta mais se deve estar no Youtube, e sim como postar vídeos lá…

Tráfego Orgânico para seu negócio. Como fazer dar dinheiro?

Essa estratégia vai atrair pessoas e clientes usando redes sociais e a boa vontade daqueles que lerem, pois poderão compartilhar ou interagir com o seu post, e aumentar a visibilidade.

Responder boas perguntas e dúvidas, é um motor forte de tração para sua página de destino. Ou seja, pesquise as Key Words antes de sair atirando para todo lado.

Comece pelo mais fácil!

Uma possibilidade é começar nos lugares mais fáceis.

Querer deixar seu site com tráfego forte com criação de artigos pode não ser o caminho mais fácil para alguns. Por isso muitos acabam optando pelas estratégias de redes sociais e vídeos, mesclando com tráfego pago (sim, estou falando de ads).

O que ajuda muito é pegar redes sociais que estão no começo. No momento que escrevo não tenho nenhuma para indicar, sorry 😿

O que pode ajudar também é focar em duas coisas, a persona e a área que você cobre. Quanto mais específico, menor a concorrência.

Mas acima de tudo, crie conteúdo com essas premissas em mente:

  • Eu divulgo informações válidas, que agregam;
  • As pessoas vão me ver como uma autoridade no assunto (ou minha empresa);
  • Se eu copiei de algum lugar, eu fiz os devidos créditos;
  • Crio conteúdo semanalmente, não criando gargalos e “semanas secas”.

Respeitando essas regrinhas e boas práticas, você e seu negócio terão tudo para decolar e bombar no tráfego orgânico. É só aguardar e ver o pessoal chegando, pode confiar!

Tráfego de referência: Backlinks, e-mails e Iscas digitais

O tráfego orgânico consegue reduzir os gastos de marketing, principalmente de compra de mídia de de anúncios.

E um dos motivos disso acontecer, é que a empresa, ou profissional responsável pelo conteúdo, aposta no tráfego de referências (pessoas apontando para sua url) e no tráfego social.

Ou seja: você disponibiliza links e conteúdo em lugares externos ao seu site, que não envolvem a compra de mídia. Isso significa que você aumenta a margem de lucro do marketing quando você cria boas campanhas de e-mail e quando disponibiliza iscas digitais nos lugares certos.

Como “lugares certos”, posso citar alguns:

  • Youtube;
  • Instagram;
  • Site de parceiros e afiliados;
  • Posts de terceiros (backlink conquistado pela qualidade do seu conteúdo).

Então se você quer ver seu tráfego orgânico ultrapassar os ganhos e conversões do tráfego de anúncios, elabore boas parcerias e conteúdo em outras plataformas.

Como é trabalhar na área de tráfego orgânico e de produção de conteúdo?

A maioria dos profissionais de conteúdo e redatores são freelancers, ou trabalham na forma de contratos (PJ).

Mas boa parte trabalha internamente em grandes e médias empresas, focando seus esforços em um único lugar.

Algumas áreas relacionadas ao tráfego orgânico, e que você pode se interessar são:

  • Redação;
  • Produção de vídeos;
  • Design (mas envolve tráfego pago também);
  • Analista ou consultor de SEO;
  • E-mail Marketing.

O lado bom de trabalhar com escrita é que não exige que você tenha uma formação especifica para trabalhar. É mais importante a disposição e portfolio, do que diploma.

No geral, atuar com marketing digital vai exigir experiências passadas e atividades práticas. Por isso é de extremo valor que você preste serviços como freelancer ou consultor para crescer e se destacar nas profissões de tráfego orgânico e de conteúdo orgânico.

Glossário de SEO, para quem busca entender melhor sobre tráfego orgânico

Citei algumas vezes o SEO, mas agora darei uma atenção particular a essa área.

Toda estratégia de conteúdo passa, obrigatoriamente, pelo SEO. Uma estratégia orgânica sem as práticas para “agradar” os motores de busca, está fadada a ser inútil.

Por isso se o assunto é de como você vai aprender a fazer tráfego orgânico, temos que fazer um tour rápido no mundo do SEO.

Estratégias On-Page

A maioria dos esforços de SEO são feitos On-page.

Isso significa que você atua sobre seu site e sobre suas páginas internas. 

Você cria títulos melhores, cria banners, pensa em CRO e pensa na produção de conteúdo em si.

Mas com o tempo os resultados on page começam a deixar a desejar. Aí entramos nas estratégias de tráfego orgânico que ficam fora do nosso site, conhecido como SEO Off-Page.

Estratégias Off-Page (jogando no hard mode)

As estratégias de SEO Off-Page são todos os esforços de linkbuilding, citações externas e mídia externa (p.ex. vídeos).

Mas afinal, por que falei que é hard mode?

O problema das estratégias externas, é que elas não necessariamente dependem de você. Você pode se aproximar de outros sites para fazer parcerias de backlink, mas a resposta final nem sempre é sua.

Querendo ou não, o off page envolve um pouco de sorte, e também você ter um conteúdo desejado/admirado por outras pessoas.

Sem conteúdo bom e sem site com uma autoridade relevante, o que vai te restar é o networking.

 

Por que falamos tanto em “otimização”?

A estratégia orgânica deve sempre ser revisitada. Com o tempo todos os esforços de SEO se perdem ou ficam obsoletos.

Por isso, alguém precisa cuidar dessa área e atualizar o conteúdo existente.

Além disso, deve otimizar o que já possui para ele conseguir posições mais relevantes. O tal do “artigo que tava na posição 6 e foi para a 3 do Google“.

Temos um post exclusivo sobre otimização de SEO aqui.

Crie conteúdo bom, mas antes…

No mundo da literatura, um bom escritor deve ser também um bom leitor. Isso significa que seu repertório é rico e que consegue ter um vasto leque de referências.

No mundo da criação de conteúdo o mesmo deve ser feito. Quanto mais você ler e saber de outros negócios do seu nicho, melhor seu material fica.

É o famoso “aprender com quem já faz”.

Portanto não seja um profissional que atua ativamente com tráfego orgânico se você não gosta de inventar coisas, incluindo temas de vídeos, não gosta de ler e não gosta de aprender.

Terceirize a função se for o caso.

O Head de conteúdo: O cargo obrigatório em sua empresa, para tomar conta do tráfego orgânico

Eis minha profissão, então não tem como eu não defender ela, ou não falar de sua importância.

Suponhamos que você esteja em uma empresa enxuta e que não pode ter vários funcionários se dedicando ao SEO e ao tráfego orgânico.

Se for o caso, ao menos tenha a pessoa que represente o conteúdo do site.

Por que? A razão é que haverá alguém tomando conta do blog e do tráfego orgânico como um todo.

Ou seja, essa pessoa ficará responsável por otimizar o SEO e a interação das pessoas com o conteúdo.

Jogar essa responsabilidade em alguém que não é da área, pode ser um tiro no pé em suas estratégias não-pagas.

Dica: Tráfego orgânico e SEO não tem prazo de validade!

No tráfego pago, as visitas no site duram enquanto durar seu cash. Mas conteúdo, esse pode trazer pessoas para seu site eternamente (desde que haja acompanhamento e otimização).

Por isso que campanhas de SEO e tráfego orgânico continuam a trazer visitantes mesmo quando a empresa não cria mais conteúdo, ou até mesmo quando uma empresa deixa de existir!

Então uma vez conquistada a primeira página, cuide do seu link ou artigo que está lá. Visite ele de vez em quando, para mantê-lo relevante.

E quando sua página ou conteúdo estiver já na primeira página, mas em uma  posição pouco favorável (exemplo, sétima posição), procure ampliar o artigo e melhorar os links internos que este possui.

Afinal, devo apostar no tráfego orgânico?

Sim, e deve apostar no tráfego pago também.

Agora se a proporção é meio a meio ou alguma outra parcela, justifique isso e estude junto a sua equipe.

Sendo assim, aprenda o quanto antes sobre o universo do Marketing Digital, e não deixe nada para o ano que vem, ou vai se arrepender de não ter começado hoje…

Fique por dentro e aprenda mais!

Quer saber quais sites tiveram o maior crescimento de tráfego em seu setor? Não sabe por que sua estratégia de SEO não funciona? Ou simplesmente procurando dicas de SEO? Assine nossa newsletter para receber atualizações e dicas.

    Ao clicar em “Participar”, você concorda com a Política de Privacidade da Readmore e consente que possamos enviar conteúdo informativo. Prometemos não enviar SPAM!

    readmore

    Pense na experiência dos visitantes do site no celular

    Ao projetar seu site, você precisa pensar na navegação entre suas diferentes páginas para usuários de smartphones. Isso deve ser tão simples e intuitivo quanto em um computador!

    Sendo a tela muito menor no celular, todos os elementos que permitem que você passe de uma página para outra devem se adaptar. Menu de navegação: no formato de computador, geralmente, temos um menu horizontal; no formato mobile e tablet, é indicado um “menu hambúrguer”. 

    Geralmente, são três linhas horizontais que, quando clicadas, abrem um menu suspenso, tornando mais fácil mover de uma página para outra. Este arranjo de itens de menu é perfeitamente adequado ao celular e à posição dos dedos do visitante em um smartphone.

    Botões de apelo à ação

    Também chamados de CTA’s, são a garantia de que seus visitantes poderão acessar as páginas que você recomendou a eles. No formato móvel, as frases de chamariz serão maiores, portanto, mais facilmente clicáveis com a ponta do dedo. 

    Formulários

    Quer se trate de formulários de contato, download ou solicitação de orçamento, a regra é a mesma: deve ser fácil de preencher no celular e no tablet. 

    Os campos e a descrição, portanto, muitas vezes, tornam-se mais amplos, e o teclado do dispositivo usado torna possível alternar facilmente de um campo para outro. 

    Ao cuidar da natureza responsiva desses três elementos, você garante aos seus visitantes uma navegação tranquila e sem problemas.

    Organize os diferentes elementos do site

    Não consultamos a internet da mesma forma em um celular e em um computador, como falamos. Também foi comprovado que significativamente mais tempo é gasto consultando uma página em uma tela de desktop que em um celular. 

    Por isso, é fundamental pensar cuidadosamente no layout de suas páginas web de acordo com o formato para celular. Isso será caracterizado por técnicas de design responsivo muito específicas: 

    • usar apenas uma coluna em um formato móvel? Seus visitantes terão que rolar a página para baixo para ver o resto do conteúdo. Portanto, lembre-se de determinar os elementos-chave que devem aparecer primeiro em suas páginas. 
    • alguns elementos chegam a desaparecer no responsivo ou primeiro no celular. Esse será o caso, às vezes, das imagens ou de uma parte textual desnecessária à compreensão de sua mensagem. Cabe a você julgar quais elementos são essenciais!
    • os blocos de imagem devem ser configurados para caber no tamanho de qualquer meio. Resumindo: seu site deve ser capaz de exibir imagens em uma variedade de tamanhos diferentes para a melhor experiência do usuário.

     

    O emprego dessas dicas com outras estratégias de SEO para mobile representarão o sucesso on-line do seu site.

    Leia também:

    Como evitar SPAM no seu site

    Os filtros de spam, através de diferentes critérios, filtram e-mails em massa indesejados e não solicitados, evitando que cheguem às caixas de entrada. Basicamente, eles examinam e-mails nos mínimos detalhes para garantir que

    Readmore »

    Inteligência artificial no marketing digital

    A internet sempre encontra um jeito de nos surpreender. Todos os dias é uma nova ferramenta, aplicativo ou algoritmo para facilitar ainda mais nossas vidas. Marketing Digital e Inteligência Artificial fazem parte desse universo em constante expansão. Quando falamos em Inteligência Artificial, qual a

    Readmore »
    readmore
    readmore
    readmore
    readmore
    readmore