Subir

Meta keywords: Vale a pena usar?

Meta keywords são elementos (comandos em HTML) que você cria para descrever o conteúdo de uma página para os mecanismos de busca. Assim, elas fornecem dados, como título ou breve resumo sobre o assunto abordado, para programas externos.

As meta tags são adicionados à seçãode sua página de código. Elas normalmente não são visíveis aos usuários, entretanto, funcionam como pequenas instruções para os algoritmos dos sites de busca.

Por esse motivo, preenchê-las é uma prática recomendada para que seu blog ou site consiga uma boa classificação nas páginas de resultado.

Por que as meta tags são importantes?

Meta tags são extremamente importantes do ponto de vista de SEO, pois permitem que os mecanismos de pesquisa categorizem o conteúdo do site corretamente.

É como se você pudesse deixar instruções para o algoritmo que opera as classificações das SERPs para que ele não erre na interpretação do seu site.

Os mecanismos de pesquisa valorizam cada vez mais a qualidade da experiência do usuário na página, e isso inclui garantir que o site pesquisado e apontado na SERP satisfaça a demanda em um primeiro momento, da melhor maneira possível.

Então, as meta tags ajudam a certificar que as informações do site escolhido pelo algoritmo, como um opção viável para a busca do usuário, sejam condizentes com essa procura.

Apenas para ilustrar, não seria bom para os motores de pesquisa se o usuário precisasse refazer a busca de uma palavra-chave ou termo várias vezes, até encontrar o que procura.

Em termos mais simples, é como aliar oferta e procura, para que o seu site exiba as informações necessárias para suprir essa relação de maneira concisa e útil.

Para os proprietários de sites, as meta tags constituem elementos otimizáveis, que destacam as características mais importantes de um conteúdo, ajudam no rankeamento e aumentam o fluxo de visitantes em um site.

Para os usuários, as meta tags são elementos muitas vezes invisíveis, mas imprescindíveis para que o algoritmo “acerte” as sugestões se página que aparecem nas SERPs.

Existem vários tipos de meta tags que cumprem funções diferentes. Enquanto algumas estão relacionados à estrutura da página e garantem que seu site seja fácil de encontrar, outras orientam os mecanismos de pesquisa sobre quais partes da página são importantes e quais devem ser ignoradas.

Além disso, apesar de serem importantíssimas para SEO, nem todas elas propiciam resultados efetivos ou de alto impacto para a sua estratégia.

Logo, antes de decidir colocá-las em prática é necessário conhecer as funções e características de cada uma delas, para escolher somente às que realmente estão alinhados aos seus propósitos de Search Engine Optimization.

Antes de continuar, participe da nossa Newsletter para receber conteúdos como esse.

Fique por dentro e aprenda mais!

Quer saber quais sites tiveram o maior crescimento de tráfego em seu setor? Não sabe por que sua estratégia de SEO não funciona? Ou simplesmente procurando dicas de SEO? Assine nossa newsletter para receber atualizações e dicas.

    Ao clicar em “Participar”, você concorda com a Política de Privacidade da Readmore e consente que possamos enviar conteúdo informativo. Prometemos não enviar SPAM!

    readmore

    Quais são as principais meta tags usadas no SEO?

    Veja alguns exemplos de meta tags mais conhecidas — e também mais relevantes no SEO.

    Tags canônicas

    Se você tem um site, mas por precaução resolveu criar várias URLs e disponibilizou o mesmo conteúdo em todas essas páginas, para o caso de um usuário digitar o endereço errado, por exemplo, você pecou pelo exagero e certamente já foi penalizado por isso.

    O algoritmo interpreta essa ação como a duplicação de conteúdo. Como não consegue distinguir qual é a página principal (ou original), classifica a mais conveniente e ignora as demais.

    Outra situação em que isso pode acontecer é quando o proprietário do site cria um modelo de página para desktop e outro para dispositivos móveis, ou quando replica o conteúdo completo de um blog em uma rede social.

    Nunca faça isso! Existem formas mais práticas e funcionais de direcionar URLs para um endereço único ou para tornar o seu conteúdo mobile-friendly, ou seja, responsivo para dispositivos móveis, sem que você tenha que ser penalizado por isso.

    Felizmente, as meta tags canônicas também surgiram para ajudar nessa questão.

    É como se você deixasse um recado escondido para o algoritmo do Google (“Ei, Google, se você encontrar outro conteúdo semelhante pela Internet, saiba que o original é este aqui, a versão que eu quero que apareça nas páginas de resultado!”).

    Para adicionar uma meta tag canônica no seu conteúdo, basta incluir o seguinte código em seu HTML:

    https://seusite.com.br" /> 

    Mas vale deixar claro que a tag canônica é apenas um direcionamento, uma sugestão. Assim, não significa que o buscador irá respeitá-la sempre, então tenha isso em mente.

    Meta description

    As meta tags de descrição são os famosos resumos que aparecem após os links azuis quando você procura alguma informação nos mecanismos de pesquisa.

    Desse modo, elas precisam ser objetivas, claras, conter a palavra-chave (preferencialmente no início) e ainda facilitar a localização das informações mais relevantes para o usuário.

    John Mueller, analista de tendências para webmasters do Google, explica como o Google utiliza as meta tags de descrição:

    “Para as descrições que mostramos, tentamos nos concentrar na meta descrição que você fornece em suas páginas, mas se precisarmos de mais informações ou mais contexto com base na consulta do usuário, talvez possamos pegar algumas partes da página também.”

    Em termos de SEO, a meta tag de descrição não é usada para classificação nas SERPs:

    “Essencialmente, de um ponto de vista puramente técnico, essas descrições não são uma classificação para nada. ”

    Entretanto, o Google usa o texto de meta descrição para criar os snippets de pesquisa. Logo, se você não adicionar uma meta descrição interessante para o usuário — perceba como a estratégia nunca deve ser direcionada apenas para os algoritmos — não vai adiantar aparecer nas primeiras posições.

    Se o usuário achar que o seu conteúdo não será capaz de sanar o problema ou apontar uma solução mais fácil para a busca dele, todos os seus esforços de SEO escorrerão pelo ralo.

    Ainda segundo John Mueller, as meta descrições “podem afetar a forma como os usuários veem seu site nos resultados de pesquisa e se eles realmente clicam ou não para acessá-lo.”

    Para tanto, o padrão meta tag de descrição deve atender aos limites de tamanho ideal, que, geralmente, gira em torno de 140 caracteres. Também vale ressaltar que a meta description deve ser original: nunca duplique ou copie a descrição de um conteúdo.

    Para inserir manualmente uma meta descrição no HTML de sua página da web, basta adicionar o seguinte código no conteúdo:

    <head>
    <meta name = "description" content = "Este é um exemplo da minha meta descrição.">
    </head>

    Meta keywords

    As meta tags de palavras-chave já foram muito utilizadas há alguns anos com o objetivo de ajudar o site de busca a interpretar a relevância dos conteúdos publicados na web, pois seus algoritmos tinham dificuldade de realizar essa análise de forma eficiente.

    Contudo, os webmasters perceberam que era possível alcançar um bom rankeamento ao incluir centenas de palavras-chaves escondidas no código HTML dos seus sites, independentemente se elas tinham alguma relação lógica com a essência do conteúdo.

    Em virtude disso, essa prática passou a ser mal vista pelos algoritmos e as meta keywords deixaram de ser consideradas pelos mecanismos de busca, pois direcionavam os usuários às páginas que não tinham relação com o objeto da pesquisa.

    Hoje, as meta keywords são muito úteis para descobrir as palavras-chaves que os principais concorrentes empregaram para otimizar seus respectivos sites.

    Você precisa de especialistas em SEO para gerenciar as suas estratégia de performance? Entre em contato com a Readmore e saiba mais como podemos ajudar! 

    Leia também:

    Como evitar SPAM no seu site

    Os filtros de spam, através de diferentes critérios, filtram e-mails em massa indesejados e não solicitados, evitando que cheguem às caixas de entrada.  Basicamente, eles examinam e-mails nos mínimos detalhes para garantir

    Readmore »

    Inteligência artificial no marketing digital

    A internet sempre encontra um jeito de nos surpreender. Todos os dias é uma nova ferramenta, aplicativo ou algoritmo para facilitar ainda mais nossas vidas. Marketing Digital e Inteligência Artificial fazem parte desse universo em constante expansão. Quando falamos em Inteligência Artificial, qual a

    Readmore »
    readmore
    readmore
    readmore
    readmore
    readmore