Subir

O que um front-end precisa saber sobre SEO

Antes de entender o motivo que um front end precisa entender sobre SEO, vamos conversar um pouco sobre a Search Engine Optimization, vale lembrar que, no Brasil, a cada 100 buscas realizadas online, 86 são mediadas pelo Google e é por isso que vamos nos concentrar sobre ele e suas regras de otimização de sites. 

Toda vez que um termo é pesquisado, o Google apresenta uma série de links patrocinados e links orgânicos. Os links patrocinados, de forma bastante resumida, advém do Google Ads. Ou seja, de empresas que compram palavras-chave e, por isso, aparecem listadas no topo das buscas. 

Já os links orgânicos dependem do trabalho de SEO desenvolvido pela empresa. E é sobre isso que vamos tratar aqui. Afinal, 70% dos cliques das pessoas vão para os primeiros resultados orgânicos. Isso quer dizer que quanto melhor posicionada a minha empresa no ranqueamento do Google, maior tráfego é originado para o meu site e, assim esperamos, maior o número de vendas.

Só com este breve resumo esperamos ter frisado a importância que uma boa estratégia de SEO tem para o fechamento de vendas de uma empresa. Como você já deve ter percebido, por meio de uma série de práticas que fazem de sites, páginas mais ou menos encontráveis, um desenvolvedor front-end desempenha um papel fundamental no processo de SEO.

Que práticas de desenvolvimento podem afetar o SEO?

O SEO de um site envolve a produção de conteúdos de alta qualidade, assim como a formatação desses conteúdos de modo que os mecanismos de busca os encontrem mais facilmente. Enquanto os redatores da equipe de marketing se encarregam da produção dos conteúdos, é na estruturação e formatação dos sites e conteúdos que os desenvolvedores front-end podem atuar. 

  • Fazer uso adequado de HTML semântico válido; 
  • Garantir que todos os elementos HTML estejam sendo renderizados na página;
  • Conferir se os elementos de CSS e Java não estão afetando negativamente no tempo de carregamento da página; 
  • Ter a certeza de que a página criada é responsiva; 
  • Estruturar corretamente as URLs; 
  • & Manter um código limpo e organizado são algumas das práticas que melhoram a indexação de um site pelo Google. 

Por isso, sim! É fundamental que desenvolvedores front-end estejam atentos às práticas de SEO, assim como os profissionais de marketing também tenham algum conhecimento básico de programação para melhor se comunicarem com os demais profissionais.

 

Antes de continuar, participe da nossa Newsletter para receber conteúdos como esse.

Fique por dentro e aprenda mais!

Quer saber quais sites tiveram o maior crescimento de tráfego em seu setor? Não sabe por que sua estratégia de SEO não funciona? Ou simplesmente procurando dicas de SEO? Assine nossa newsletter para receber atualizações e dicas.

    Ao clicar em “Participar”, você concorda com a Política de Privacidade da Readmore e consente que possamos enviar conteúdo informativo. Prometemos não enviar SPAM!

    readmore

    Tecnologias e Ferramentas para front-end

    Finalmente, é chegado o momento em que listamos algumas dicas e ferramentas para você, desenvolvedor front-end, aprimorar suas habilidades em SEO e entregar produtos com a qualidade almejada por seus clientes!

    • Google Mobile-Friendly Test: tenha a certeza de que seu site é ou não é adaptado para dispositivos móveis fazendo uso desta ferramenta. Lembre-se que, atualmente, quase 60% das buscas no Google são feitas em dispositivos móveis. Responsividade é regra básica com a qual você não pode falhar.
    • AJAX e Flash: utilize estas ferramentas somente quando extremamente necessário. Nunca construa um site inteiramente em Flash. Geralmente, o Google tem dificuldades em ler estas tecnologias e não será capaz de extrair as informações necessárias para indexar o seu site nos mecanismos de buscas;
    • Webmaster Tools: avalie o desempenho do seu site através desta ferramenta do Google. Envie um arquivo HTML para o FTP e confira tudo o que o Google recomenda que seja ajustado em seu site.
    • Google Pagespeed Insights ou Gulp: melhore o tempo de carregamento de suas páginas com estes automatizadores de tarefas. Reduza seus arquivos CSS e JS e comprima o tamanho de suas imagens.
    • Dyno Mapper: esta ferramenta te dará uma análise visual do sitemap. Excelente para quem está trabalhando na arquitetura da informação de um site. 
    • CSS Sprites: faça uso desta técnica para requisitar, de uma só vez, ao servidor as imagens do seu site. Com um número de requisições menor, o tempo de carregamento do seu site será melhor. 

    Desenvolvedores Front-end

    Esperamos que estas dicas tenham sido úteis para o aprimoramento de suas competências enquanto desenvolvedor front-end! Caso você goste de trabalhar de forma remota e esteja em busca de novos clientes, junte-se à plataforma da Vibbra!

    Nossa plataforma testa e seleciona os melhores profissionais de TI autônomos do mercado. Os profissionais que fazem parte da nossa rede podem contar com a tranquilidade e a segurança dos nossos serviços de mediação. 

    Enquanto nós cuidamos da prospecção de novos clientes e realizamos a mediação de pagamentos, tudo o que você precisa fazer é trabalhar no desenvolvimento de software!

     

    Você precisa de especialistas em SEO para gerenciar as suas estratégia de performance? Entre em contato com a Readmore e saiba mais como podemos ajudar! 

    Leia também:

    Como evitar SPAM no seu site

    Os filtros de spam, através de diferentes critérios, filtram e-mails em massa indesejados e não solicitados, evitando que cheguem às caixas de entrada.  Basicamente, eles examinam e-mails nos mínimos detalhes para garantir

    Readmore »

    Inteligência artificial no marketing digital

    A internet sempre encontra um jeito de nos surpreender. Todos os dias é uma nova ferramenta, aplicativo ou algoritmo para facilitar ainda mais nossas vidas. Marketing Digital e Inteligência Artificial fazem parte desse universo em constante expansão. Quando falamos em Inteligência Artificial, qual a

    Readmore »
    readmore
    readmore
    readmore
    readmore
    readmore